sexta-feira, 1 de julho de 2011

Mãos que curam

.Ultraviolência. IRA.Cura!


Uma memória agridoce toma conta do meu cérebro, o que é isso que cresce dentro de mim afinal? O que é esse ódio toda vez que o vento semeia seu nome no meu coração? Minha "humanidade" se esvai deixando em seu lugar a ira de um animal. Não consigo conter o crescente desejo em minhas mãos, nessas ruas sujas banhadas em pecado qualquer um pode ser uma vítima da minha Ira. 
A poesia se esvai enquanto os dedos marcam o pescoço do homem que estava jogado no chão, risos abafados são liberados na atmosfera, sorrisos que iludem olhos psicóticos. Devagar o fluxo de sangue começa a diminuir em função da força aplicada, esse de fato é o momento mais bonito onde todas as canções fazem sentido no último suspiro de uma vida. E o corpo imundo e morto cai no chão estático, nenhuma honraria para aquele velho moribundo, nenhum respeito ao cadáver que é recebido a chutes. 
"Querida, ainda pode me escutar?" Até que a sola da bota ficasse suja com o sangue eu não parei, eu não conseguia. "Boa noite, meu amor... era só isso que eu queria te falar!" Sangue fresco banhava minha mão, e então me senti realmente vivo ao tirar outra vida, senti-me vivo como eu costumava me sentir com a minha amada. Senti-me vivo da pior maneira possível, e o ciclo do sofrimento na minha cabeça apenas começava, vozes gritavam, mas como isso era possível no silêncio sagrado? 
Ali na escuridão, no mais profundo abismo eu corri, corri para longe talvez para apagar minha existência, porém tudo o que eu consegui foi me afundar mais naquele balé infernal. Cansei de lutar, eu sumi em um dia nublado. Uma quarta-feira qualquer. Ninguém pareceu se importar, aquele que voltou no meu lugar foi apenas um resultado, uma consequência da natureza de uma vida de mágoas e tristezas. 
E o pesadelo apenas começava.
--------------------------------------------------

Eu achei que suas mãos trariam a cura para a minha dor...Bom pessoal é isso to preparando um texto bem legal com esse personagem e o Andarilho do asfalto( Personagem de Quando o coração guia a Mão). Abraços e sigam o blog, e o twitter @heavenswillburn para saber das novidades, das cantadas do Don Dourado, signos etc.



Ah Só um Lembrete :D






4 comentários:

  1. parabéns pelo blog, ja estou te seguindo, se quizer me segue http://loucurasdeesmalte.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. cuidado com esse odio heim. rs +1
    boa expressão em 'balé infernal'

    ResponderExcluir
  3. Lagal meio raivoso , mais mto bom .
    seguindo , segue tbm ?
    www.jogandonaparede.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Adorei o texto!! Sentimentos fortes e verdadeiros!!!! Muito legal!! :)

    ResponderExcluir